=Você já ouviu falar do termo “powerhouse” ou casa de força? Powerhouse, casa de força, ou CORE, são os nomes usados para designar o conjunto de músculos que estabilizam e protegem a coluna dos impactos do nosso dia a dia, seja nas atividades rotineiras de trabalho ou lazer, ou na prática esportiva. Sem citar os nomes específicos de cada um, para não virar uma aula de anatomia, são compostos pelos músculos do abdômen, das costas, do períneo e mais o diafragma, que é o músculo que auxilia na respiração. Vamos imaginar literalmente uma “casa”, igual àquela que desenhamos quando crianças, e pensar que a coluna está dentro dessa casa. Observem o esquema abaixo:

 

Pensando em uma pessoa de perfil, a parede da frente da casa é composta pelos músculos abdominais. A parede de trás, pelos músculos posteriores do tronco. O assoalho da casa é a musculatura do assoalho pélvico (que sustenta a coluna por baixo) e o telhado da casa é formado pelo músculo diafragma. Que tem o formato anatômico de uma cúpula, e termina de formar a imagem de uma “casa”, como representado no desenho. Como esses músculos precisam ser FORTES, para protegem nossa coluna do impacto do dia a dia, chamamos esse conjunto muscular de “casa de força” ou powerhouse. Já tinha imaginado isso? E daí, vem toda a importância, tão falada hoje em dia, de se ter uma casa de força forte. Porque são esses músculos que irão proteger nossas articulações do impacto do dia a dia, da prática esportiva... Se você está com a powerhouse forte e estiver em uma fase da planilha de treinos muito intensa, provavelmente irá conseguir cumpri-la sem se lesionar, sem se queixar de dores no final dos treinos. E como garantir que a nossa casa de forca esteja realmente forte e nos proteja? Precisamos complementar toda a prática esportiva, seja ela qual for (ciclismo, corrida, triatlon, natação...) com fortalecimento muscular específico. Ele pode ser realizado em treinos de pilates, musculação, exercícios localizados... Desde que com uma rotina constante, e não de forma esporádica. Iremos tratar mais desse assunto, e de como fortalecer o core / powerhouse em outros posts, mas primeiro, era importante que você, leitor, soubesse do que se tratava essa região. Costumo fazer uma analogia dizendo que os músculos do core são como o amortecedor do carro. Precisam estar em ótimo estado para não sentirmos o impacto dos buracos na estrada. E os músculos amortecem o impacto do esforço das nossas atividades sem deixar que as nossas articulações sofram. Por isso, precisam estar fortes.

 

Por: Cintia Bellini

Deixe um comentário